quarta-feira, 10 de abril de 2013

Lidando com o medo


Jiddu Krishnamurti


Lidando com o medo

A pessoa tem medo da opinião pública, medo de não conseguir, não se realizar, medo de não ter oportunidade; e junto com tudo isto há um extraordinário sentimento de culpa; a pessoa fez uma coisa que não devia ter feito; o sentimento de culpa no próprio ato de fazer; a pessoa é saudável e outros são pobres e doentes; a pessoa tem comida e outros não têm. Quanto mais a mente inquire, penetra, pergunta, maior o sentimento de culpa, ansiedade. O medo é o impulso que busca um Mestre, um guru; o medo é este revestimento de respeitabilidade, que todos amam tão ternamente; ser respeitável. Você se determina a ser corajoso para encarar os eventos da vida, ou meramente racionaliza o medo, ou encontra explicações que darão satisfação à mente que está presa no medo? Como você lida com isto? Liga o rádio, lê um livro, vai a um templo, se prende a algum tipo de dogma, crença? O medo é a energia destrutiva no homem. Ele debilita a mente, distorce o pensamento, leva a todo tipo de teorias extraordinariamente ardilosas e sutis, superstições absurdas, dogmas e crenças. Se você vê que o medo é destrutivo, então como você procede para limpar a mente? Você diz que investigando a causa do medo ficaria livre do medo. É isso? Tentar encobrir a causa e conhecer a causa do medo não elimina o medo. 

- J. Krishnamurti, The Book of Life

Nenhum comentário:

Postar um comentário